FRIOS...

 

     São Paulo...Um frio de doer...

     O que pode ser mais frio do que passar muito frio numa cidade muito fria???

     Como é que sobrevive um morador de rua (que não dorme num albergue ou abrigo) numa noite fria como essa???

TEMPO DE ELEIÇÃO

 

     Estamos sendo bombardeados com o horário político, que ao meu ver não traz muita coisa de real valor para a formação da opnião do eleitor.

     Estive procurando um material sobre Teatro Grego para minha esposa e me deparei com um texto curioso, com um diálogo entre duas pessoas. Uma quer convencer a outra a entrar para política.  O texto foi escrito na Grécia antiga, mas poderia ser ouvido nos bastidores da política brasileira atual...

"...é o diálogo travado entre um escravo -uma caricatura do general Demóstenes- e o salsicheiro. No diálogo, o escravo tenta convencer o salsicheiro de que este pode e deve entrar na política para enfrentar Panflagônio .

Salsicheiro
Mas, diga-me uma coisa: como é que eu, um salsicheiro, vou me tornar um político, um líder?

Primeiro Escravo (general Demóstenes)
Mas é precisamente nisso que está a sua grandeza: em você ser um canalha, um vagabundo, um ser inferior!

Salsicheiro
Pois eu não me julgo digno de tamanho poder!

Primeiro Escravo (general Demóstenes)
Ai, ai, ai, ai, ai, ai! O que é que te faz dizer que não te achas digno? Está parecendo para mim que tens alguma coisa de bom a pesar-te na
consciência. Serás tu filho de boa família?

Salsicheiro
Nem de sombra! De patifes, mais nada!

Primeiro Escravo (general Demóstenes)
Homem ditoso! Que sorte a sua! Tens todas as qualidades para a vida pública!

Salsicheiro
Mas, meu caro amigo, instrução não tenho nenhuma. Conheço as primeiras letras e, mesmo estas, mal e porcamente!

Primeiro Escravo (general Demóstenes)
Isso não é problema! Que as conheças mal e porcamente! A política não é assunto para gente culta e de bons princípios: é para ignorantes e
velhacos! "

SÓ TEM UMA (COMO A MINHA)

 

     Como estou numa fase "família"  , não posso deixar passar o dia de hoje:

     Hoje é aniversário de minha mãe, e aproveitei para dar uma nova roupagem na antiga frase "mãe só tem uma", que pensando bem pode ser dita "mãe como a minha só tem uma : a minha!!!"

     Foi dela que veio o meu gosto pelo violão, ouvir e contar histórias e boa parte da força para vários projetos da minha vida (a faculdade por exemplo).

     Uma mulher com uma força maior do que ela pode imaginar (anda meio "pra baixo" de uns tempos pra cá... ), mas que ainda pode fazer muito pra ela mesma (vê se deixa de pensar um pouco nos outros... ).

     Então é isso: UM FELIZ ANIVERSÁRIO  E QUE DEUS TE PROTEJA!!!!!

    

HOMENS E MENINOS

 

     Hoje ouvi algumas frases curiosas:

     Vindo para o trabalho, dentro do ônibus, duas mulheres conversam. Uma delas segurava um garoto no colo.O garoto devia ter uns cinco anos. Uma mulher disse para outra:

     -...mas o 'fulano' só sai de casa depois que toma um café preto "...

     Nisso o garoto, que até então estava observando os carros pela janela disse :

     - E existe outra cor de café que não seja preta???

     Outro comentário interesante vindo de uma criança foi no Centro Cultural São Paulo. Está acontecendo uma feira literária no CCSP e também uma feira de ciências. Lá, um rapaz ensinava umas dicas sobre Física e pediu a ajuda de uma garota para fazer uma demostração sobre peso/força de um corpo. Pediu que ela sentasse num banco com pregos (a grande quantidade de pregos faz com que o peso do corpo se distribua e não machuque a garota). Mas o instrutor perguntou:

     - O que aconteceria se ela sentase num banco com um só prego???

     Um menino da platéia respondeu:

     -Ia fazer outro buraco!!!

     O riso não pode ser contido diante da espontâniedade da resposta.

     Mas pra fechar o dia teve mais uma frase curiosa, desta vez dita por um homem de mais ou menos 40 anos para outro da mesma faixa etária. A frase foi dita da porta de uma lanchonete:

     -Cara, vou te dizer uma coisa sem viadagem: tava com saudade de você!!!

     Aí eu pensei: por que a justificativa do "sem viadagem"   para dizer que estava com saudade de um amigo??? Por que as pessoas (principalmente os homens) geralmente tem medo de mostrar os sentimentos como amizade ou afeto?? Em qual altura da vida a espontaniedade do "menino" dá lugar ao medo das palavras do 'homem"???

AO MEU PAI

 

     Hoje é dia dos pais, e como eu não sou pai não sei como é essa sensação. Mas quero usar esse espaço hoje para homenagear essa figura tão importante na vida das pessoas (pelo menos na minha foi).

      Poderia fazer mais uma edição do "Empréstimo de Palavras", onde pego uma letra de música ou um texto de outro autor para ilustar um fato ou homenagear alguém. Mas busquei nos arquivos da minha mente e não encontrei nada que pudesse servir tão bem como uma homenagem ao meu pai. Já se vão cinco anos que ele faleceu e sua ausência física é muitas vezes dolorosa, mas a lembrança da grande pessoa que ele foi surge em minha mente o tempo todo, sempre que eu vejo algo que serviria como base para uma conversa (tinhamos boas conversas o tempo todo), ou até mesmo novas descobertas que nos faziam pensar nas possibilidades infinitas da humanidade (muita coisa que eu sei eu devo a ele). Agora o futebol não tem a mesma graça, os jornais não tem mais os comentários após as notícias e as brincadeiras não são mais tão inteligentes quanto antes. Ms a vida continua e sei que de alguma forma ele está comigo o tempo todo, afinal eu sou uma continuação do que ele foi. E ele foi o homem mais fantástico que eu conheci. Se quando eu chegar próximo ao fim da minha história, olhar para trás e ver que fui tão bacana quanto ele, já me darei por satisfeito.

     Então, para todos os pais : PARABÉNS!!!

     À todos aqueles que podem desfrutar da companhia de seu pai e ainda ver nele um herói : peçam para que ele continue assim e desejem os parabéns para ele.

     Ao meu pai: Obrigado por tudo que você me ensinou.

PELAS RUAS DA CIDADE

 

     Em tempos de ataques criminosos, chama a atenção o olhar  preocupado das pessoas ao ouvir o barulho de uma sirene (seja ela de uma ambulância ou de uma viatura policial). Mas parece que já está acontecendo uma coisa estranha, que é a sensação de "normalidade" conviver com esse problema...

     Mas no meio de toda essa loucura, me chamou a atenção um cartaz de uma lanchonete aqui no centro da cidade. O tal cartaz que mostrava a lista de salgados e lanches disponíveis dizia :

                                          " DELICIOSO PASTEL DE FEIRA"   

     Mas o que faz um "delicioso pastel de feira" não é o fato do mesmo ser feito numa feira????

     Ele não pode ser um "delicioso pastel de pastelaria" ou um "delicioso pastel de lanchonete"???

     Como não experimentei o tal "pastel de feira feito numa lanchonete", fiquei sem saber qual a diferença entre os dois. Fica para uma próxima vez. Quem sabe num desses dias eu não encontro um "delicioso pastel de pastelaria" numa barraca de feira...

EMPRÉSTIMO DE PALAVRAS V

 

     Mais uma vez, o mundo civilizado assiste o desenrolar de uma guerra . Como já dizia aquela velha canção (que agora é tema de novela) "...pra variar, estamos em guerra".

     Parece que o ser humano se habituou em ver uma guerra acontecendo, afinal é sempre um povo brigando com outro por algum motivo e sem nenhum fundamento.

     O governo americano está sempre alerta para colocar mais lenha na fogueira (ou mais munição nas armas), pois a indústria bélica americana produz muito e precisa colocar essa produção pra fora, por isso não é nem um pouco interessante que se faça a paz e sim que se faça a guerra  !!!

     Pode parecer chover no molhado esse papo todo, mas é duro ver o mundo do ano 2006 dessa maneira que está. E não é só da guerra Israel X Líbano que eu estou falando : é da guerra idiota das torcidas de futebol, dos criminosos contra a polícia, dos camelôs contra os fiscais, enfim das guerras de fora e as que acontecem no nosso "quintal"...

     Conheci uma garota brasileira filha de pais libaneses. Seu nome é Hian. ela morou no Líbano por muito tempo, estudou lá durante o que aqui é o ensino médio  e veio para o Brasil fazer a faculdade. Lá deixou o seu noivo, que é libanês, e era seu plano voltar para o Líbano para morar lá quando acabasse a faculdade. Não tive mais notícias de Hian, não sei se ela voltou para o Líbano (espero que não), mas mesmo assim: o que terá acontecido com seu noivo?? Quantos "noivos" não morreram nessa guerra?? Quantas Hians não tiveram que abandonar seus planos e sonhos por conta de mais uma guerra??? Ví na TV crianças que corriam desesperadas pelas ruas do Líbano e um pai carregando sua filha morta no colo. Não existe explicação para isso...

     A CANÇÃO DO SENHOR DA GUERRA - Legião Urbana :

     Existe alguém esperando por você, que vai comprar a sua juventude e convencê-lo a vencer.

     Mais uma guerra sem razão e já são tantas as crianças com armas na mão.

     Mas lhe explicam novamente que a guerra gera empregos e aumenta a produção.

     Uma guerra sempre avança a tecnologia, mesmo sendo guerra santa , quente, morna, ou fria.

     Pra que exportar comida se as armas dão mais lucros na exportação?

     Existe alguém que está contando com você pra lutar em seu lugar já que nessa guerra não é ele quem vai morrer.

     E quando longe de casa, ferido e com frio o inimigo você espera ele estará com outros velhos inventando novos jogos de guerra.

     Que belíssimas cenas de destruição: não teremos mais problemas com a super população!

     Veja que uniforme lindo fizemos pra você! E lembre-se sempre que Deus está do lado de quem vai vencer!

     O senhor da guerra não gosta de crianças!! O senhor da guerra não gosta de crianças!!

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, ITAIM PAULISTA, Homem, de 36 a 45 anos, Música, Arte e cultura, Futebol

 
Visitante número: