A FUNÇÃO DA IMPRENSA

 

     Já tinha escrito sobre a eleição de hoje, mas não posso deixar passar um fato que me chamou a atenção.

     É impressionante como a imprensa tem sua função de informar distorcida de vez em quando : alguns jornais paulistanos fizeram como matéria de capa uma descarada campanha pró-Lula bem no dia da votação.

     O jornal "Agora"  publicou a seguinte manchete :  " O BRASIL ESCOLHE LULA".    Mas a contagem de votos já aconteceu???

     Já a "Folha de São Paulo" publicou: "O BRASIL DEVE ESCOLHER LULA". Como assim???  Esse 'deve' está com cara de "dever" e não de "poder". Eles poderiam escrever " O Brasil 'pode' escolher Lula".

      E só pra registrar: no caminho  entre minha casa e o local em que voto, só vi santinhos do Lula. Até procurei algum papel do Alckmin para poder falar " ví vários do Lula e um do Alckmin", mas não vi nenhum jogado no chão. Isso fez eu aumentar a certeza do meu voto. ODEIO PAPEL JOGADO NO CHÃO!!!!

    

A FILOSOFIA DAS ELEIÇÕES

 

     Chegamos ao dia do segundo turno das eleições 2006.

     Aqui em São Paulo só teremos a votação para Presidente, já que o Governador já foi eleito em 1º de outubro.

     Nas ruas da cidade, são comuns as frases pixadas em muros e viadutos com alguma referência ao voto. Às vezes, no lugar da tinta, é usado uma folha de sulfite colada no melhor estilo "lambe-lambe". Aí vão algumas das pérolas:

     - "ELEIÇÃO É A IMAGEM DA BESTA!"

     - "A CIDADE FICA MAIS BONITA SEM PROPAGANDA POLÍTICA."

     - "LULARÁPIO DE NOVO COM A FORÇA DOS TOLOS!!"

     - "PENSE: NÃO VOTE!"

     Só pra terminar: tem um professor de Letras que diz ter premonições e registra essas premonições no cartório para provar a autenticidade. Pois bem, esse professor diz que, apesar das pesquisas indicarem o contrário, Geraldo Alckmin será eleito o novo Presidente da República. A carta com essa premonição foi escrita ao Lula em 2003, e pode ser vista no site www.jucelinodaluz.com.br . O que o futuro nos reserva eu não sei, mas espero que todos fiquemos bem.

FANTASIAS E FANTASMAS

 

     Está chegando o Dia das Bruxas , que a cada ano é mais incorporado pelos brasileiros.

     Nas fachadas das escolas de Inglês e em lojas de aluguel de fantasias é só o que dá: múmias, fantasmas, abóboras gigantes (isso me lembra um ótimo episódio do Snoopy...) e monstros em geral.

     Mas uma me chamou a atenção: perto do meu serviço tem uma loja de aluguel de fantasias, e como decoração da loja, em meio aos monstrengos, tem um banco onde descansa uma caveira vestida de noiva . Ao seu lado, um cartaz com os seguintes dizeres:

                              "MULHER ESPERANDO O HOMEM PERFEITO." 

SÁBADO 14 - " O DIA SEGUINTE"

 

     Hoje é sexta-feira 13, dia que causa arrepios   em muita gente. Por conta disso sou escrever algo sobre esse lado místico desse dia, que para mim é só mais um dia...

     Acho tão estranha essa crença no azar que existe na sexta-feira 13 que resolvi fazer a defesa dos "injustiçados supostos causadores de azar na sexta-feira 13"  :

     - GATO PRETO: coitado desse pobre felino...

      Numa noite de sexta-feira 13, Astolfo cruzou com um gato preto que lhe roçou a perna e teve que ser internado às pressas com uma forte crise respiratória. Mas o que Astolfo não sabia é que ele era alérgico à pêlo de gato, ou seja, se o gato fosse branco, malhado ou até azul faria tanto mal para Astolfo quando o coitado do gato preto. Afinal, para um alérgico à pêlo de gato, todos os gatos são pardos...

     - PASSAR EM BAIXO DA ESCADA: e o que ela tem com isso???

       Jurema estava atrasada para a reunião com a diretoria da empresa em que ela era estagiária. Sabia que aquela reunião poderia ser determinante na sua efetivação no cargo, só não sabia quem teve a brilhante idéia de marcar a reunião numa sexta-feira 13. Jurema estava tão perdida em seus pensamentos que não percebeu a placa "Cuidado: Homens Trabalhando" e ultrapassou uma fita que isolava um trecho da calçada em que ficava o prédio da empresa. Ao passar em baixo da escada, Jurema foi tingida de roxo, pois estavam fazendo um retoque na fachada de uma loja de artigos esportivos "Roxos e Doentes". Com isso, Jurema se atrasou para reunião e acabou perdendo o lugar na empresa. Obviamente ela culpou a escada, mas se Jurema tivesse prestado atenção na placa isso não teria acontecido. Mas nem tudo estava perdido para Jurema: ela acabou conseguindo emprego como garota propaganda da loja...

     - DEIXAR O CHINELO JOGADO AO CONTRÁRIO: isso deve ser para evitar bagunça em casa...

       Carlinhos era um garoto muito desorganizado. Era só chegar em casa que todo o trabalho que sua mãe havia feito se perdia em minutos. Uma de suas bagunças preferidas era sentar no sofá, balançar as pernas e jogar o chinelo longe. Numa bela manhã de sexta-feira 13, Carlinhos curtia seu passatempo predileto e ao jogar o chinelo, que havia tombado de cabeça para baixo (se é que chinelo tem cabeça...  ) passou uma propaganda na TV sobre uma promoção relâmpago: quem ligasse naquele momento para o número que estava aparecendo na tela ganhava uma bicicleta, um vídeo-game, um mini-moto motorizada e uma coleção de bonecos de resina dos personagens do "Chaves". Carlinhos correu para o telefone, mas esqueceu do chinelo jogado e tropeçou. Com a queda o dente de leite de Carlinhos que estava pra cair, caiu. Perdeu a promoção e o dente... 

     Esses são apenas alguns exemplos de injustiçados na sexta-feira 13. Existem algumas variações ( no lugar de "chinelo virado" deixar "roupa virada do avesso"  ), mas me bastam essas para mostrar que esse negócio de azar é um verdadeiro negócio rentável : as vendas de alho aumentam 257 por cento nas vésperas de uma sexta-feira 13, pois é creditada às réstias de alho poderes "anti-azar". É um tal de "olha o alho" pro azar que não tá no gibi...

     A sexta-feira 13 é um negocio tão rentável que o cinema já lucrou muito com isso :Jason, personagem da infinita série cinematográfica "Sexta-Feira 13" já ganhou tanto dinheiro com os filmes que tem uma colação de serras-elétricas de fazer inveja à muito lenhador por aí (se bem que "O Massacre da Serra-Elétrica" é outro filme. E a serra dessa série nem é elétrica...  ). Eu também quero ganhar algum e já estou trabalhando no roteiro de um filme sobre como a vida continua após uma sexta-feira 13. O nome do filme será:

                                        "SÁBADO 14 - 'O DIA SEGUINTE'".

    

UM PRESENTE PARA MIM MESMO

 

     Nesse último sábado, dia 7 de outubro, terminou uma jornada   que eu estava fazendo em busca de um novo violão para mim.

     Eu já tinha um violão, que minha mãe tinha comprado para ela quando eu tinha mais ou menos seis anos e como ela não aprendeu e eu mostrei interesse em aprender acabei "herdando" o violão de minha mãe. Mas de uns três anos pra cá, eu resolvi comprar um novo violão para mim e como existem vários tipos de violões eu comecei a busca pelo violão que iria ser minha "compra definitiva".

     Durante esse tempo eu procurei em várias lojas e simplesmente me apaixonei por um que acabei encontrando no site da Giannini (www.giannini.com.br) (MODELO GWSS6). Aí veio a dúvida  : será que o tal violão era tão bom quanto era lindo?? E o problema era que eu não o encontrava em loja alguma para testá-lo. Mas, finalmente, minha procura acabou em agosto, quando encontrei o "meu violão" e pude ver que, além de belo ele tinha um som lindo !!!

     Então, eu que tenho um certo problema em comprar coisas pra mim mesmo (presenteio os outros com muita facilidade, mas penso muito antes de comprar algo para mim...), passei dois meses namorando o bendito violão até tomar coragem de comprá-lo.

     Com isso, meu bom e velho violão, presente de minha mãe para mim, ganhou uma espécie de "lugar de destaque", como reconhecimento pelos trabalhos prestados (afinal, aprendi a tocar com aquele violão...  ). E o novo foi devidamente aprovado por mim e até minha Adriana  achou ele um belo violão (ela não costuma ligar muito para isso...).

     Para terminar, vou colocar a letra da primeira música que eu toquei com meu novo violão. É uma canção do Teatro Mágico chamada "Pratododia" que, por coinscidência, fala sobre a busca aos poucos pela felicidade.

 

     PRATODODIA

 Como arroz e feijão,
é feita de grão em grão
Nossa felicidade

Como arroz e feijão
A perfeita combinação
Soma de duas metades

Como feijão e arroz
que só se encontram depois de abandonar a embalagem
Mas como entender que os dois
Por serem feijão e arroz
Se encontram só de passagem

Me jogo da panela
Pra nela eu me perder
Me sirvo a vontade... que vontade de te ver

O dia do prato chegou é quando eu encontro você
Nem me lembro o que foi diferente!
Mas assim como veio acabou e quando eu penso em você
Choro café e você chora leite

Choro café e você chora leite

FAÇA O QUE VOCÊ ACREDITA QUE DEVE SER FEITO

 

     Acabei de chegar do meu dever cívico. Às vezes fico meu questionando se, caso o voto não fosse obrigatório , eu iria votar  .

     Mas votei, e ao finalizar o processo de votação, tive a plena consciência de dever cumprido de acordo com a minha consciência .

     Não vou fazer proganda pró nem contra nenhum candidato, mas sim pelo voto consciente.

     NÃO VOTE no candidato que seu amigo, sua mãe ou seu professor diz que é bom. Nem aquele que seu cachorro abana o rabo quando vê...

     NÃO VOTE num candidato só por que ele mora na rua da sua casa, ou é pai da sua colega de trabalho.

     NÃO VOTE num candidato que (coincidentemente  ) diz que vai resolver exatamente os problemas que estão na mídia atualmente.

     VOTE DE ACORDO COM SUA MENTE!!! Não vote com o pensamento "todos roubam, vou fazer o que?? Vai esse mesmo...".  Se acredita que nehum candidato é merecedor de seu voto, não vote. Anule. Mas não vote por votar. Não dê um voto de confiança em alguém que não merece a sua.

     Ao sair da cabine eleitoral, tenha certeza não só do dever , mas também do direito cumprido.

    

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, ITAIM PAULISTA, Homem, de 36 a 45 anos, Música, Arte e cultura, Futebol

 
Visitante número: