ESTAR EM MANIA

    

      No dia a dia, usamos o termo mania para se referir a atos repetidos ("ele está com mania de tomar café") .

     Mas do ponto de vista da medicina, a mania é uma das fases de uma doença chamada Transtorno Afetivo Bipolar, que se alterna com a depressão (tem fases em que a pessoa fica deprimida   e outras em mania  ).

     De acordo com especialistas, a mania é caracterizada como :

     Uma alteração do humor na qual o paciente se encontra basicamente em estado de hiperatividade, euforia, aceleração .

     O indivíduo fica agitado  , falante  , sem sono  , irritado  , mas também pode ficar bem humorado demais .

     Fala alto e muito  , discute  , argumenta  , acha motivos para criar caso  , implicar  , desafiar .

     O apetite  pode aumentar ou diminuir.

     A libido geralmente aumenta .

     Ambos os sexos, idade mais freqüente entre os 20 e os 50 anos .

     Não sei bem como explicar, se num termo cotidiano ou técnico, mas é ótimo estar com mania de alguém . Ou em mania de alguém...

EMPRÉSTIMO DE PALAVRAS- IX

 

     Um pouco de poesia vai sempre bem. E essa, de Olavo Bilac, é tão linda que eu carregava na carteira. É possível que eu não seja o único a fazer isso, então, aí vai para todos que são capazes de ouvir estrelas...

     Ouvir Estrelas

     "Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
      Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
      Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto
      E abro as janelas, pálido de espanto ...
 
     E conversamos toda a noite, enquanto
     A via láctea, como um pálio aberto,
     Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
     Inda as procuro pelo céu deserto. 

     Direis agora: "Tresloucado amigo!
     Que conversas com elas? Que sentido
     Tem o que dizem, quando estão contigo?"

     E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
     Pois só quem ama pode ter ouvido
     Capaz de ouvir e de entender estrelas."

VAI ENTENDER...

    

     ...e de repente, ele virou para ela e disparou:

     - Quero te dar "uns catas"!!!

     -O que???

     -É isso mesmo. Uns "catas", uns "pegas", tirar uma casquinha, dar um "maio".

     -Que negócio é esse??? Que palavras mais chulas!!!

     -É brincadeira...só queria ver sua reação. Você sabe que eu te respeito.

     -Ah, bom. Melhor assim.

     -Nunca iria dizer que te daria uns "pegas". Quero algo mais sério com você.

     -Eu sei, eu sei. Já percebi o seu desprezo. Já vi que se depender de você, nunca vamos "nos pegar"...

PENSAMENTOS ATRÁS DE PENSAMENTOS

    

     Estava olhando no espelho. Sentia que havia algo de errado. Mas não era com sua aparência e sim o que não estava aparente: seu interior. Não queria ser mais ela mesma, estava cansada de fazer sempre as mesmas coisas, cometer os mesmos erros, fazer sempre o mesmo caminho. Não sabia bem ao certo o que deveria mudar, mas tinha certeza que a mudança era necessária. Imaginou que talvez dormir era a solução. Talvez fosse dormir, e ao acordar seria outra pessoa. Mas logo em seguida teve um pensamento atrás do pensamento: pensou que era uma besteira pensar em dormir para solucionar o problema. Afinal, dormir é algo passivo demais para quem quer mudar. Tinha que se manter acordada. Lavou o rosto. Viu no espelho o belo rosto molhado. "Bem que a mudança poderia ser tão fácil quanto lavar o próprio rosto", pensou consigo mesma. Concluiu que a mudança só dependia dela, mas que não poderia ser feita de uma hora para outra, como o rosto que está molhado e num passar de toalha se torna seco. Era um mudança de dentro para fora, dela para o mundo. Quem sabe se começasse a se aceitar mais? Quem sabe se fosse menos insegura. Sabia de todo o seu potencial, mas não tinha tanta confiança em si. Algumas pessoas confiavam mais nela do que ela mesma. Talvez fizesse menos cobrança de si mesma, aproveitasse mais os momentos bons que a vida lhe oferecia e muitas vezes ela recusava com medo que nem ela sabia bem do que era. Prendeu os cabelos e ao observar alguns fios que não ficaram presos, notou que assim como os cabelos que não ficaram presos todos ao mesmo tempo, os problemas não seriam resolvidos de uma só vez. "Uma coisa de cada vez", disse ela em voz alta. Começou a mudança interna com um detalhe externo: passou um brilho labial e saiu para trabalhar. "Talvez eu esteja precisando de férias", pensou enquanto trancava o portão...

VIAGEM

 

     Se eu pudesse manipular o tempo e o espaço...

     Eu agora estaria ...

    

EMPRÉSTIMO DE PALAVRAS - VIII

 

     Uma boa maneira de atualizar o blog quando eu quero atualizar e não sei bem sobre o que falar é o bom e velho truque de pegar palavras emprestadas  . Dessa vez, a doação é de uma parceria entre o Chico Amaral e Samuel Rosa, gravada pelo Skank .

    

     TÃO SEU

     Eu sinto sua falta.

     Não posso esperar tanto tempo assim.

     O nosso amor é novo.

     É o velho amor ainda e sempre.

     Não diga que não vem me ver,

     de noite eu quero descansar.

     Ir ao cinema com você

     Um filme à toa no Patê.

     Que culpa a gente tem de ser feliz ?

     Que culpa a gente tem, meu bem ?

     O mundo bem diante do nariz

     Feliz aqui e não além...

     Me sinto só, me sinto só

     eu me sinto tão seu...

     Me sinto tão, me sinto só

     E sou teu.

     Faço tanta coisa

     Pensando no momento de te ver

     A minha casa sem você é triste,

     A espera arde sem me aquecer.

     Não diga que você não volta!

     Eu não vou conseguir dormir...

     À noite quero descansar,

     Sair à toa por aí...

     Que culpa a gente têm de ser feliz ?

     Eu digo eles ou nós dois!

     O mundo bem diante do nariz,

     Feliz agora e não depois...

OSCILAÇÕES

    

     Vivia um conflito consigo mesma. Pensava várias coisas ao mesmo tempo.

     Às vezes se achava uma santa  . Logo em seguida acreditava que era "do mal" .

     Sabia que era uma pessoa muito inteligente , mas de vez em quando se achava uma idiota .

     Dizia que não era romântica , recusava flores colhidas no jardim. Mas gostava de flores virtuais pela internet .

     Quando comia um bombom se achava uma "baleia barriguda" . Mas na verdade era linda e de vez em quando chegava a admitir "não tenho culpa de ser gostosa" .

     Adorava ter cabelos cacheados , mas gostaria que o efeito da escova durasse mais tempo .

     Gostaria de quebrar algumas regras , mas era uma pessoa de princípios .

     Queria sair de casa , mas não ficava sem o colo da mãe (talvez se mudasse para rua de cima  ).

     Num momento se mostrava frágil como uma menina  . Em outros, mostrava a força que só as mulheres tem .

     Achava algumas pessoas chatas , mas não conseguia se afastar dessa gente .

     Não sabia bem o que queria da vida . Na verdade, ela sabia. Queria ser feliz  e ter o direito de mudar de idéia quando bem entendesse  .

 

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, ITAIM PAULISTA, Homem, de 36 a 45 anos, Música, Arte e cultura, Futebol

 
Visitante número: